26 abril, 2014

A RAÇÃO NA VIDA DO SEU MELHOR AMIGO




É super conhecermos as 

fases da vida do nosso 

melhor amigo para poder

compreendê-lo melhor e 

assim proporcionar uma vida 

maravilhosa para ele
 


É a fase em que o cachorrinho depende exclusivamente de sua mãe. Com esta idade ele não consegue controlar sozinho a temperatura de seu corpo, precisa de estimulação física para fazer xixi e cocô, e não vê ou ouve, mas já sente o cheiro da mãe.
MAS DEPOIS;

PARA SABER SOBRE A ROYAL
 VIVA COM SEU CACHORRO
LIMPE O CANIL DO SEU ANIMAILZINHO
DE BANHO NO SEU CACHORRINHO
SÓ ASSIM VOCÊ SABERA COMO IMPORTANTE É A ROYAL NA VIDA DO SEU BICHINHO.
CACHORRO TRATADO COM ROYAL TEM;
PELO MELHOR.
HALITO MELHOR.
FEZES PERFEITA.
TEMPERAMENTO ALEGRE.

POR TUDO ISSO GOSTARIA QUE NÃO DEMORASSEM PARA ME MANDAR A RAÇÃO.
OBRIGADA E AGUARDO .
Canil Mini Company



 

21 setembro, 2012

UM CÃOZINHO PERDIDO


Os cães são animais gregários. Ou seja, vivem em grupos. Quando fogem de casa, sentem-se desamparados, aflitos e desprotegidos. Assim como crianças pequenas, precisam de outra pessoa para lhes dar comida e abrigo, portanto, não vivem sem a presença humana. Este foi o resultado da domesticação dos lobos, criamos, com o passar dos anos, uma espécie totalmente dependente de nós, tanto emocionalmente, como fisicamente.
Isso significa que somos responsáveis pelo bem estar e sobrevivência dos nossos cachorros. Quando um cão foge de casa, 90% das vezes é culpa do dono. Um quintal bem fechado, um portão com tranca, fazem parte do que chamamos de posse responsável. Além disso cães machos tendem a fugir para marcar território, então eu recomendo castrá-los com cerca de 10 meses de idade para inibir esse comportamento. 
                                                                          Como muitos proprietários viajam nessas épocas de festas e férias, os cachorros ficam desprotegidos, sozinhos em casa, e em pânico. Fogem para procurar seus donos ou um local em que supostamente se sentiriam mais seguros. Nenhuma cerca vai prender um cão apavorado nesse grau. A família, que deveria estar perto nessa hora, não está ali, e ele não tendo para quem pedir socorro, sai correndo sem rumo.

Existem alguns fatores que podem determinar para onde e quão longe o cão pode fugir, entre eles o comportamento das pessoas na rua:
 - personalidade do cão. Para podermos achar um cão perdido devemos levar alguns fatores em consideração.
  -A maneira como o cão reage a pessoas estranhas determina até onde ele irá chegar, por exemplo. Um cão manso e alegre, do tipo que abana a cauda para todo mundo, tem mais chance de parar de fugir assim que avista um ser humano na rua. Esse tipo de cachorro, normalmente é recolhido por alguém próximo ao local da fuga, e facilmente adotado, não irá vagar muito tempo sem rumo.


Já os cães assustados evitarão contato humano inicialmente. Com o passar dos dias, por causa da fome, tendem a diminuir o medo de pessoas estranhas e procurarem comida perto das casas. Mas, como tem essa atitude anti-social, muitas pessoas podem pensar que não tem dono, ou foram abandonados de propósito, porque passam muitos dias sem comer, e sem um teto, desenvolvendo uma aparência de maus-tratos, magreza e doença. São cachorros que podem ficar meses vagando, e mesmo assim ter um dono. 
  
Os cães que tem fobia de pessoas, porque foram mal socializados quando filhotes, não saíram muito de casa, e são meio ?caipiras?, tem maior propabilidade de serem mortos ou atropelados. Eles vão correr o 
mais longe que puderem, pois tudo e todos vão parecer ameaçadores. A chance de serem recuperados é muito pequena. 

   
   A situação em que ocorreu a fuga também é importante para avaliarmos a possibilidade de resgate. Se o cão escapou por um portão mal fechado, cavou um buraco na cerca, ou pulou o muro, provavelmente sentiu um cheiro e decidiu segui-lo. Não irá muitas quadras para frente, com certeza, e tende a voltar logo. Os animais que tiveram um ataque de pânico, sempre vão correr alguns quilômetros antes de cansarem, ou encontrarem abrigo.
O clima também determina quão longe o cachorro vai andar. Num dia muito quente, ou um temporal, vai percorrer muito menos terreno que num dia mais fresco ou a noite.
 



A aparência do cão vai determinar se ele será resgatado mais rápido ou ignorado. As pessoas tendem a salvar cães de raça pura e pequenos, que são mais fáceis de colocar no colo. Um Pit Bull perdido provavelmente não vai ser levado para casa devido a sua fama de agressivo. Da mesma forma um vira-lata andando no meio- fio será ignorado, pois as pessoas podem pensar que se trata de um cão que mora nas redondezas e está dando uma volta, ou que realmente não tem dono. 
Mas, para recuperar um cão é importante prestar atenção em alguns erros fundamentais que as pessoas cometem. Não dá para sentar e ficar esperando para ver se o cão volta ou alguém acha e devolve. As primeiras horas são muito importantes, e devem ser feitas buscas em mutirão. É quando realmente o cão está por perto. Perguntar para todo mundo na rua se viu o fujão ajuda a dar pistas do itinerário que este adotou. 
                                                 Faça um plano de busca com amigos e ponha em prática nas primeiras 24 horas. Se não achar seu cão, visite todas as clínicas veterinárias da cidade, levando fotos, se possível, e descrevendo com detalhes a aparência do cão.
 Ofereça recompensas em dinheiro, isso mobiliza a comunidade (infelizmente). Coloque faixas e cartazes em vias expressas. Não fique limitado ao seu bairro, abranja toda a região, já que um visitante de passagem pode ter se sensibilizado e pego o animal. Pense o seguinte: em algum momento o cão terá que ir ao veterinário durante a vida. Se for um cão que precisa de tosa, como um poodle, avise todos os pet shops. Se for um vira-lata, pense bem, provavelmente ninguém vai roubá-lo, então ou ele ainda está vagando ou foi recolhido por alguém, e cabe, ao dono tentar recuperá-lo. 
      







        PARA QUEM ACHA UM CACHORRO


Para quem encontra um cão, lembre-se:
- todo o cachorro de raça perdido tem dono. Você pode até recolhe-lo, mas vai ter que tentar achar o proprietário. Se for um vira-lata, preste atenção se ele não é um desses cães que só está dando mesmo uma voltinha rápida. Siga-o por um tempo, caso contrário, você pode capturar um cão que não fugiu de casa. Todos os cães se acostumam a novos lares, desde que bem tratados. Mas jamais esquecem seu lar antigo. Podem inclusive desenvolver problemas sérios de ansiedade. Pense que se você achou um Labrador na rua, o dono deve estar desesperado atrás dele. Mas faça sua parte, avise a todos que está com o cão. Também cabe ao proprietário o interesse em procurá-lo, senão não é amado o suficiente, e realmente merece uma nova casa.
   PORTANTO SE VOCÊ ACHA UM CÃOZINHO :

-FAÇA-O MUITO FELIZ.

-PROCURE O SEU DONO.

-CUIDE PARA QUE NÃO FALTE NADA A ELE.

-PROCURE UM VETERINARIO.
(CASO VOCÊ NÃO FAÇA ISSO ,PROCURE ALGUEM QUE FAÇA)SEU DONO ....

com carinho* Canil Mini Company *

15 97117732
15 32515652
(se você gostou do cãozinho pelo menos avise seu dono e na possibilidade de ficar com ele, quem ama gostará de saber que ele é feliz)


plantão de vendas 


05 maio, 2012

O PARTO






Surpresa linda









A gestação nas cadelas dura em torno de 58 a 63 dias. Esse tempo é influenciado por diversos fatores como por exemplo, número e tamanho dos filhotes. A gestação pode ser confirmada por ultra-sonografia, que também serve para o acompanhamento do desenvolvimento dos fetos.

O diagnóstico através de palpação


pode ser feito a partir dos 30 dias. Com 35 dias já se observa o desenvolvimento das glândulas mamarias, que ficam rosadas e túrgidas.
Nessa fase já há aumento acentuado de m mostrará o número de fetos e sua posição no útero. Também importante para o acompamento do peso.







Com 40 dias o abdome já está aumentado. Aos 45 dias o RX já evidencia ossos da cabeça,
vértebras, costelas e ossos longos dos membros.
Com 49 dias a cabeça dos fetos já é bem palpável e há grande aumento nas glândulas mamarias.
A partir da 8a semana de gestação, o movimento dos filhotes já pode ser visto qua
ndo a cadela está deitada. Os filhotes já podem nascer de forma segura.
Uma semana antes do parto, principalmente nas fêmeas em primeira gestação, ocorre secreção aquosa nas
glândulas mamarias.
Nas 3 ultimas semanas de gestação sua alimentação deve ser reforçada. O uso de ração balanceada de boa qualidade e de formulação para filhotes e fêmeas em gestação, é a melhor forma de garantir os nutrientes necessários, sem a necessidade de suplementos extras.
Durante a gestação, devido a ação da progesterona, o tempo de esvaziamento gástrico da cadela aumenta, mas ao mesmo tempo a motilidade gástica diminui, conforme o estômago é deslocado pelo útero em crescimento.
Portanto o ideal é que se forneça a alimentação em pequenas porções várias vezes ao dia, facilitando a digestão.
É normal que no final da gestação a cadela perca o apetite, principalmente quando
está próximo da hora do parto.
Duas semanas antes do parto prepare o local onde a cadela irá ter seus filhotes e a estimule a deslocado pelo útero em crescimento.deitar e dormir lá. Isso a deixará mais segura na hora do parto.

Deslocamento da placenta


Os primeiros sinais começam com 48h antes do parto, quando começa a produção de colostro pelas glândulas mamarias e a fêmea começa a construir um ninho.
12h antes ocorre descarga vaginal, decréscimo de 1oC na temperatura, sendo que a temperatura normal do cão é em torno de 38,9 a 39,9o C.
É a hora de entrar em contato com o seu veterinário e deixá-lo de sobreaviso, caso você precise de ajuda.
-1 O filhote é expulso, ainda envolvido na bolsa amniótica

-2- A mãe abre a bolsa com os dentes epuxa-la para baixo.


-3- A cadela corta o cordão umbilical e lambe o filhote,

-4- Ao lambê-lo, estimula a circulação

-5- Os filhotes encontram os mamilos
da mãe por instinto


Quando chega a hora do parto as fêmeas demonstram desconfo

rto, não acham
posição para se deitar e dormir, respiram de forma acelera

da como se estivessem com dor, lambem e olham para a vulva, recusam comida, procuram o seu "ninho". As contrações podem ser observadas nos músculos das costas, num movimento de contração







Quando chega a hora do parto as fêmeas demonstram desconforto, não acham posição para se deitar e dormir, respiram de forma acelerada como se estivessem com dor, lambem e olham para a vulva, recusam comida, procuram o seu "ninho". As contrações podem ser observadas nos músculos das costas, num movimento descendente.
Se ela quiser sair e caminhar vá junto. Caminhar ajuda no trabalho de parto, mas é preciso sempre estar atento para que nenhum filhote nasça no chão e ninguém veja. Principalmente se estiver escuro.



Após o começo das contrações pode levar até 4h para a saída do primeiro filhote. Se até esse tempo nenhum filhote nascer, procure logo seu veterinário. É importante observar o comportamento da fêmea, presença de contrações, estado geral da mãe, estado dos filhotes ao nascerem.
Qualquer sinal de apatia, falta de contrações uterinas ou contrações sem a saída do feto, indica problemas e o veterinário deve ser procurado imediatamente.



importante

*


pois que tem essa profissão deve ser um anjo e abençoado por Deus amor não tem preço e seu animalzinho merece
iEntre as causas de atonia de útero estão ansuficiência de cálcio, déficit energético, fetos muito grandes e obesidade, partos muito prolongados








O intervalo entre os nascimentos podem
ser de 15 min. Até 1h, mais do que isso chame o seu veterinário.
Para a saída do filhote a bolsa de água aparece e normalmente se rompe,

Você pode ajudar a mãe a limpar os filhotes com uma toalhinha macia, os enxugando até que chorem. Esfregá-los ao mesmo tempo que limpa, ajuda a estimular a respiração. Se isso não fizer

o filhote respirar e chorar, segure-o firmemente de cabeça para baixo, protegendo sua cabeça e pescoço e o balance, a força centrífuga irá ajudar a retirar o muco da garganta e narinas dele, para que ele possa respirar.

No intervalo entre os nascimentos deixe os filhotes mamarem o colostro, é muito importante para a saúde e imunidade contra infecções, assim como ajuda nas contrações e no trabalho de parto da mãe. Assim que as contrações recomeçarem, coloque-os de novo separados da mãe.

Quando termina o trabalho de parto a cadela se acalma, sua respiração volta ao normal e param as contrações.

Limpe tudo, passe um pano úmido na cadela para limpá-la e faze-la
sentir-se melhor. Ofereça água e uma refeição leve como caldo de galinha com arroz. Isso lhe dará uma alimentação leve e com bastante líquido. Ideal no pós parto.
As mães de primeira viagem podem ficar confusas durante e após o parto. Você precisará ter firmeza, paciência e muito carinho com ela, ajudando no parto, no cuidado com os filhotes e na amamentação. É muito importante que todos os filhotes recebam o colostro nas primeiras 24h de vida.

Dentro de 24h no mínimo eles devem ser examinados pelo veterinário, para saber se tudo está bem.

A secreção vaginal após o parto dura de 24 a 48h e a cor deve ir clareando.

A cadela deve ficar com os seus filhotes em local calmo e tranqüilo, com temperatura ambiente constante por volta de 32o C, sem correntes de vento e sua alimentação deve continuar a ser balanceada e fortalecida, sendo indicado ainda as rações próprias para aleitamento, encontradas no mercado. Deve-se oferecer também bastante água fresca para ajudar na produção de leite. A mãe deve ficar sempre junta dos filhotes para lhes fornecer calor. É bom observar se ela toma o cuidado de não sentar ou deitar sobre eles.

Ao nascer os filhotes tem a temperatura baixa, por volta de 35o C, com uma semana de vida ela estará em torno de 38o C. Seus olhos se abrirão com 8 a 10 dias de vida e seus ouvidos com 13 a 17 dias.

Texto publicado originalmente na HP Vira Lata - reproduzido com autorização
Autor: Rejane S.B. Melki - Médica Veterinária - CRMV-5 4770- Rio de Janeiro

21 janeiro, 2012

BASSET HOUND





Bassê

País de origem

França









O Basset Hound ou


simplesmente
Basset (lê-se: Bassê) é uma raça de cães de patas curtas e grossas e baixa estatura, criada para caçar pelo faro. Surgiu por volta de 1800 através do
cruzamento entre o Bloodhounde o Beagle, adquirindo assim as características da raça como pêlo solto e coloração. Seu faro é muito potente, perdendo apenas para o do Bloodhound. O nome basset vem da palavra francesa "bas" que significa "baixo" ou "anão".



É muito agitado e brincalhão, mas co
m o passar do tempo seu
comportamento se estabiliza e torna- se
calmo e sonolento.
São
extremamente leais, sensíveis, carinhosos e
ciumentos.



Aparência

Estes cães tem entre 33 a 38 cm de altura

e seu peso fica em torno de 20Kg e 30Kg. Têm pelo liso e curto. Embora qualquer cor seja considerada aceitável para os padrões da raça, os Bassets são geralmente tricolores (preto, marrom e branco) ou bicolores (branco e marrom ou preto e branco.

Uma de suas características principais são as longas orelhas e o pescoço forte, com muitas dobras. Possui uma cauda longa, afinada no final e curvada para cima. Muitos possuem a ponta da cauda pintada de branco, o que era muito útil quando eram usados para caça, pois podiam ser vistos de longe, mesmo no meio de arbustos.Possui uma cauda longa, afinada no final e curvada para cima.


MUITOS TEM A CALDA BRANCA QUE PODE SER MUITO UTIL POIS PARECEM DE LONGE MESMO QUE ESTEJAM NO MEIO DO MATO




O Basset Hound tenha um olhar triste. Isso para muitos é o maior charme da raça. Sua pele é frouxa, o que faz com que quando o basset hound abaixa a cabeça, sua p
ele forme "rugas", o que é para muitas pessoa fofo.
É um cão de grande porte e pernas curtas. Por isso pode surpreender a todos alcançando objetos em lugares que outros cães com o mesmo comprimento não conseguiriam.





Possui um excesso de pele ao longo do corpo , rosto e
pescoço, o que faz com que o Basset Hound tenha um olhar triste. Isso para muitos é o maior charme da raça. Sua pele é frouxa, o que faz com que quando o basset hound abaixa a cabeça, sua pele forme "rugas", o que é para muitas pessoa fofo. É um cão de grande porte e pernas curtas. Por isso pode surpreender a todos alcançando objetos em lugares que outros cães com o mesmo comprimento não conseguir
TEMPERAMENTO
São bastante amigáveis perto de desconhecidos e
sempre dispostos a fazer novas amizades. Por isso são muito indicad
os c
omo animais
de estimação para famílias com crianças, mas deve-se levar em consideração seu elevado peso, q
ue pode acarretar acidentes; ele convive muito bem com outros animais de estimação. Por viver tão bem em grupo, é recomendável que um basset tenha a companhia de um outro animal de estimação, caso fique muito tempo
sem a presença de seus donos. Essa companhia ajuda-o a manter-lo longe de problemas


Ou seja, eles detestam ficar sozinhos, latindo e uivando quando isso
acontece. Como co
mem muito e são menos agitados que a maioria das raças, eles sempre estão dispostos a realizar exercícios, co
ou brincadeiras com seus donos. Gostam muito também de atividades onde possam exercitar o seu pod
eroso faro.


Os bassets latem quando querem algo ou querem sugerir que não gostam de algo. Usam também uma lamentação baixa, quase um murmúrio, para chamar a atenção, o que soa a muitos proprietários como se seus Bassets “estivessem falando.”

Se você quizer ter um exemplar dessa raça procure um canil
acredito que lhe trara mitas felicidades


com carinho Canil Mini Company